Central de marcação de consultas

(31) 3248-3000   


Coloproctologia: saiba tudo sobre esta especialidade

Compartilhe:

A coloproctologia é uma especialidade médica pouco conhecida pelo público em geral, ainda que seja uma área que trata de muitas doenças bem comuns do nosso cotidiano.

Pouca gente sabe o que faz um coloproctologista, comumente chamado apenas de proctologista, e geralmente, há uma certa confusão em relação às funções desempenhadas por este profissional e médicos de especialidades como a urologia ou a gastroenterologia.

Afinal, o que faz o coloproctologista?

Diferentemente do urologista, que cuida da bexiga, dos rins e da próstata, o coloproctologista é o especialista que trata doenças do ânus e intestinos delgado, grosso, reto.

É essa especialidade médica que faz o diagnóstico e o tratamento, por exemplo, da doença hemorroidária e da fissura anal, além de cuidar de problemas complexos, como o câncer colorretal, a retocolite ulcerativa e a doença de Crohn. O coloproctologista também trata: doença diverticular, prolapso retal, síndrome do intestino irritável, constipação, fístulas  anais, incontinência fecal, entre outros. Além de ser o responsável pelo diagnóstico e tratamento de ISTs (Infecções  Sexualmente Transmissíveis) do ânus.

De acordo com a Dra. Adriana Cherem, especialista em coloproctologia do Semper, todas essas doenças citadas podem gerar muitos desdobramentos, que em alguns casos, demandam apenas modificações de hábitos de dieta e higiene e, em outros, podem precisar de tratamentos medicamentosos ou de cirurgias. Por isso, é fundamental fazer consulta com o especialista.

Quando devo procurar um coloproctologista?

Você deve procurar um coloproctologista quando apresentar sintomas como: diarréia contínua, dor ou dificuldade na hora de evacuar, sangramento anal e/ou nas fezes, dores abdominais, mudança de cor nas fezes, nódulos e inchaço na região do ânus ou se tiver história de câncer colorretal em familiares ou de pólipos intestinais

Além disso, é recomendado que pessoas acima de 45 anos façam consultas regulares, como forma de prevenção ao câncer de cólon, reto e ânus.

De acordo com a Dra. Adriana, a identificação precoce da doença modifica totalmente a resposta  ao tratamento,  e, consequentemente, aumenta as chances de cura.

Como funciona a colonoscopia?

A colonoscopia é indicada para a investigação de sangramento nas fezes, anemia, alteração do hábito intestinal, emagrecimento recente, dores abdominais, acompanhamento de pólipos, identificação de tumores e até mesmo de câncer no intestino.

Para esse exame é utilizado um aparelho chamado colonoscópio, que conta com uma microcâmera, que transmite imagens do intestino grosso do paciente. O aparelho também permite biópsias e retirada dos pólipos intestinais.

Como é a formação do coloproctologista?

O médico precisa passar por duas especializações que vão além do curso de medicina, uma na área de coloproctologia e outra em cirurgia geral.

Em alguns casos, o coloproctologista trabalha em conjunto com outros especialistas, como gastroenterologista, ginecologista e oncologista.

Segundo a Dra. Adriana, o coloproctologista costuma atuar, muitas vezes, em parceria com o gastroenterologista em doenças do trato gastrointestinal, como a doença inflamatória intestinal, distúrbios da defecação, síndrome do intestino irritável, entre outras.

Nestes casos, o gastroenterologista conduz o tratamento clínico e o coloproctologista cuida do tratamento clínico e cirúrgico.

O Semper conta com uma equipe de coloproctologia altamente especializada. Em caso de qualquer sintoma, desconforto intestinal ou anal, agende uma consulta!

>> Leia a seguir: Saiba quando é essencial procurar atendimento médico durante a pandemia